Qual o Melhor Aparelho de Radiofrequência Portátil?

Melhor Aparelho de Radiofrequência Portátil

Os profissionais da área de estética estão sempre ávidos por novidades que possam incrementar os seus negócios, atraindo mais clientes e diversificando o leque de serviços oferecidos em uma clínica.

Para ajudar nessa tarefa, existem hoje no mercado aparelhos portáteis que podem ser uma alternativa extra para aumentar os rendimentos.

Se você está interessado em descobrir qual o melhor aparelho de radiofrequência portátil, este artigo com certeza vai te ajudar.

 

Tipos de aparelho de radiofrequência portátil

Atualmente, existem no mercado dois tipos de aparelhos de radiofrequência portáteis.

O primeiro deles é o mais comumente visto nas clínicas e fica acomodado em um display móvel, equipado com rodinhas para que possa ser deslizado pelos ambientes do estabelecimento especializado em estética dermatológica.

A outra versão de aparelho de radiofrequência portátil, e que tem se tornado cada vez mais popular entre os entusiastas dos cuidados com a pele, são os equipamentos de tamanho reduzido e formato anatômico, os chamados “mini”. Em alguns casos, além da radiofrequência, esses aparelhos ainda vêm combinados com ultrassom.

Com custo bem menor do que os equipamentos de radiofrequência normalmente utilizados em clínicas, essas versões pequenas abrem um leque de opções para quem trabalha com tratamentos estéticos.

Como são destinados para uso exclusivamente domiciliar, podem trazer novas oportunidades de ganhos aos profissionais da área estética, já que resultariam em um diferencial no tipo de atendimento oferecido à clientela, que neste caso poderia ser tratada na comodidade do próprio lar.

Com o peso reduzido e a ausência de cabos e fios em excesso, o aparelho pode ser levado literalmente para qualquer lugar, possibilitando algumas sessões “delivery”.

A radiofrequência feita com aparelhos portáteis para uso domiciliar não possui o mesmo efeito das sessões em clínicas de estética, pois a potência dos equipamentos é consideravelmente menor.

Mesmo assim, vale como uma ótima alternativa para complementar o tratamento, intercalada com as sessões no consultório.

 

Como escolher o melhor aparelho de radiofrequência portátil

Mas afinal, como saber qual o melhor aparelho de radiofrequência para investir?

Com tantas marcas e modelos disponíveis, se decidir por um aparelho específico não é tarefa fácil.

Mas com nossas dicas ela deixará de ser um bicho de sete cabeças.

 

Preços de aparelhos de radiofrequência portáteis

Atualmente, existem aparelhos de radiofrequência portáteis com preços que variam de R$ 300 a R$ 3.500. Por isso, fazer uma pesquisa de preços é crucial para fechar um bom negócio.

Se ficou em dúvida e não sabe por onde começar, entre em contato com a gente. Somos especialistas em conseguir orçamentos com os melhores preços.

 

Fique de olho na reputação do produto

Antes de tomar uma decisão sobre qual produto escolher, pesquise um pouco mais sobre a confiabilidade da marca ou do item em questão.

Os modelos de aparelhos de radiofrequência portáteis geralmente são importados, mas alguns já são bastante populares no Brasil, como é o caso do Tripollar, que é comercializado nas versões para tratamento facial (Stop) e corporal (Pose), exclusivamente para tratamento domiciliar.

Apesar de ser o aparelho de radiofrequência mini mais famoso e com o maior custo, vale a pena checar os relatos sobre ele no site Reclame Aqui.

 

Como funciona o tratamento por radiofrequência?

Atualmente, a radiofrequência é um dos tratamentos estéticos mais seguros, eficazes e versáteis, já que pode ser indicado para amenizar as queixas mais comuns que chegam ao consultório.

Essa técnica é responsável por gerar calor no tecido logo abaixo da pele, estimulando a produção de colágeno, proteína responsável pela elasticidade e vigor da pele, que tem sua produção diminuída com o passar dos anos.

Para que o tratamento ocorra, os aparelhos emitem correntes de alta frequência, cuja tensão aproximada é de 30.000 a 40.000 Volts, esquentando os tecidos e músculos até a 40°C.

Esse procedimento nasceu na França, no século XIX, criado pelo físico Jacques-Arsène D’Ansorval, mas até hoje é muito recomendado por médicos dermatologistas a pacientes que desejam retardar o envelhecimento facial e corporal.

A técnica de radiofrequência contribui para redução de rugas, para a melhora da flacidez, da celulite, da gordura localizada, da acne facial e ainda ameniza marcas de estrias.

 

Contraindicações da radiofrequência

As sessões de radiofrequência, sejam domiciliares ou em clínicas, são contraindicadas em:

– Menores de 18 anos;
– Gestantes e lactantes;

– Pessoas com marca-passo, desfibrilador interno ou implantes metálicos na área de tratamento.
– Pacientes que tem ou já tiveram câncer, sobretudo de pele;

– Pacientes com problemas cardíacos.

Agora que você já saber mais sobre os aparelhos de radiofrequência portáteis, continue acompanhando os outros produtos destacados em nosso site.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *